segunda-feira, 4 de junho de 2012

Hoje o meu pai acordou mal. Foi para o Hospital. Teve o principio de um AVC, disse-me a médica. Chorei pelos corredores sozinha e escondida da minha mãe. As pessoas passavam por mim e olhavam com pena e curiosidade... Enfim... Eu sei que ele vai ficar bem. Mas custa perceber que o nosso pai não é imortal. Custa comprovar o que mais tememos nos últimos anos: o tabaco e o stress andam a matá-lo lentamente. E ele não acalma nem deixa os cigarros, por mais avisos que receba...

7 comentários:

Green disse...

Força :)*

Palavra Já Perdida disse...

Oh essas coisas doem sempre :S
Espero que recupere a 100% !!
Beijinho cheiiinho de força*

Raquel disse...

Oh minha querida.. Eu percebo-te perfeitamente.. sempre que penso nisso fico logo com um aperto no coração. Ele vai ficar bem, vais ver ;) Dá-lhe muitos miminhos (:

Beijinho,
Raquel

do Paço disse...

Sei tão bem o que isso é...
De repente... fica tudo tão relativo, tudo tão insignificante que assusta!

Vai tudo correr bem!
*

Sandra Tavares disse...

Oh...as melhoras do pai.
Tudo vai correr bem.
Beijinho

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Terno abraço

Coquinhas disse...

Desejo as melhoras para o teu pai, tu há-de ficar bem. E muita força para ti. Um abraço apertado

Pesquisar neste blogue