sexta-feira, 1 de junho de 2012

Desaparecer

Basicamente é isto. Só me apetece desaparecer, mas para onde? E vai mudar alguma coisa? Não me parece. Quando o "mal" está feito fugir não ajuda... Hoje estou assim, depré, carente, com vontade de vomitar o que não jantei e com uma dor de cabeça a rebentar-me o crânio. Além do mais, está mais do que provado que lidar com cabrões estúpidos e cabras histéricas com a mania que são umas "kiduxas" (umas putas é o que elas são) não é o meu forte. Causam-me náuseas. Fico doente!
As insónias não me largam.
E os pesadelos também não.
As minhoquices na cabeça também não me dão descanso.
Ando com mau aspecto, horrorosa. O espelho odeia-me, e eu odeio-o a ele.
A insegurança, o medo, a angustia... Nada disto me dá tréguas.
Parece que estou a dar em doida, meu Deus. Estarei mesmo? Se calhar se estivesse mesmo talvez fosse um pedacinho mais feliz...
Sempre fui assim, uma complicada. Dificil de perceber e dificil de aturar quando me dão estas neuras.

É verdade que as pessoas mudam, mas no fundo a essência é sempre a mesma... Felizmente ou infelizmente é assim...

Boa noite.


P.S. - Doi-me taaaaaaanto a cabeça. TAAAAANTO!!!! Não têm noção...

3 comentários:

Sandra Tavares disse...

Não fiques assim, tudo se vai resolver vais ver.
Beijinho e bom fim de semana.

Girl in the Clouds disse...

Ânimo!!
Mas, afasta-te das pessoas que te perturbam e não dês tanta importância!!

Green disse...

Minha querida, tens de ter calma, respirar fundo e ver a coisa de outra forma. Todos nos temos momentos maus, problemas, dores de cabeça e pessoas dessas, mas temos de olhar para o lado positivo, para as coisas boas e ser fortes para lutar por melhores dias.
Beijinho e força :)

Pesquisar neste blogue