terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Sei que tenho andado ausente. Sorry :$ Ontem andei a visitar alguns blogs, mas não consegui comentar, foi só mesmo saber como estavam. :)
Sabem que mais? Tento por tudo não desmotivar, porque tenho trabalho, e que quem sabe dê para evoluir, mas mesmo assim... Ganho uma ninharia, gasto quase metade em gasolina, e isso está a deixar-me em baixo. Precisava de ter um carro a gasóleo, para conseguir poupar e assim quem sabe já daria para arrendar um pequeno T1, ou sei lá, algo do género. Além disso, é um desperdício de dinheiro. Eu ando devagar, não faço grandes passeios, mas o sacana anda a comer demais!
No outro dia fui beber café com um amigo e estávamos a falar nestas coisas, fiquei a pensar naquilo. O dinheiro não traz felicidade, sempre acreditei nisso. Nunca sonhei em ter uma vida de luxo, só queria ter o suficiente. Mas a verdade é que grande parte das minhas preocupações hoje em dia andam em torno do dinheiro. Será que se finalmente tivesse um carro a gasoleo que consumisse metade, e fosse morar sozinha, seria mais feliz? Não sei. Não faço ideia. Mas é algo que quero há muito, e está tão difícil de realizar... A verdade é que tenho pensado em arranjar um part-time, é que sabem, o meu pai não me paga por eu o ajudar lá na contabilidade, mas eu também não quero que ele pague.
Odeio sentir que não sou mais feliz porque não tenho dinheiro. Soa tão fútil. Blharc!!!

9 comentários:

Palavra Já Perdida disse...

Não és fútil nada, ñ digas asneiras. Infelizmente agora precisamos de € para tudo e ele anda tão escasso. Olha que com a diferença do preço do gasóleo e gasolina, não sei se te compensa...
é uma porcaria.. Tb ganho uma ninharia e dá-me para o básico, pensar em sair de casa, não dá...
aiai, tristeza ...

Força e nada de desanimar, vai correr bem e melhores dias virão !!!

Manuela disse...

Catherine, não és nada fútil. O dinheiro, não traz felicidade... mas lá que ajuda, ajuda ;)

Soraia B. disse...

Isto não tem nada a ver com futilidade. É o que todos queremos, ser independentes, ter a nossa casa, as nossas coisas. Se tiveres tempo para um part time porque não?

Beijinhos e boa sorte e nada de desmotivar!

Rita disse...

Não és nada fútil. O dinheiro não compra felicidade, mas a falta dele também não a traz...
Pensa nisso do part-time. Se tens tempo e se te permite arrecadar uns trocos, porque não? =)
Força!
Beijinhos,

Rita

Shell disse...

Acho que aqui não se trata de futilidade. A vida aperta a todos, todos sentimos que ele nos escapa de entre as mãos. Naturalmente tu podes sentir que tens mais despesas do que "lucro" :x espero que tudo se componha querida * beijinho

Martinha disse...

Eu concordo contigo que o dinheiro não é o mais importante na vida, mas é de facto, algo importante. O carro a gasóleo provavelmente poderia ajudar qualquer coisa nas poupanças, não sei.
Olha, queria mesmo dar-te força, dizer-te que não desanimes, mas acabei de ter uma desilusão (um mal menor, saí desconsolada do ginásio, sem poder fazer uma aula) e não estou também a 100%. Bah.

Green disse...

Eu entendo-te perfeitamente, até porque se costuma dizer que o dinheiro não trás felicidade, mas ajuda.
Deves fazer aquilo que achas que te irá tornar feliz, mesmo que erres, isso irá servir-te para a tua vida futura, de certeza, e o que interessa é os momentos felizes que conseguimos, isso é o que é importante, por isso luta por isso, luta pelo que achas que te fará feliz.
Beijinho.

Eu próprio disse...

O dinheiro trás felicidade! Só trás tristeza para que se deixa levar por ele!

bem esta saiu-me bem! LOL

Nokas disse...

Ajuda em muitas coisas...e hoje em dia faz muita falta!

Pesquisar neste blogue