sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Ser ou não ser... uma moça "dada"

Vejo por aí muito homem e muita mulher que não se importam minimamente de se darem a qualquer um(a), querem é pinar! Vejo outros que já são mais pacatos e ponderam mais no tipo de pessoa que levam a conhecer a sua intimidade, mas que acabam por se dar à mesma e depois andam deprimidos e arrependem-se... E conheço outros que simplesmente não se dão, ou pelo menos controlam a sua vontade animal de reproduzir a espécie e apenas se entregam à pessoa x ou y passado algum tempo e com alguma certeza que não serão despejados no dia seguinte. Cada um é como é.
Olhando para a minha pessoa acho que realmente sempre compliquei demais, podia estar desesperada e carente mas sentir o carinho da outra parte, o respeito, o desejo, era muito mais importante do que qualquer necessidade de deixar que me saltassem para a cueca rapidamente. Não sou nenhuma santa, atenção! Só acho que comigo isso não funciona. Perdi grandes engates por me controlar, e com gajos bons. Mas demasiado fáceis, e que não valeriam sequer a tentativa. Se estou arrependida? Não. Porque não gostava que o meu namorado se imaginasse como o 57º da minha lista. Mas não só por ele mas por mim, que me controlo e que não me deixei levar por engates da trampa que só iriam servir para uma horita, talvez duas de prazer (ou não), e quem sabe até para me complicar a vida como a muita miúda que pimba! Bebé a bordo! Ou coisas bem piores...
Portanto quase que me sinto como intocável, difícil, impenetrável, inconquistável (mentiiiiiiira) o que desperta real interesse no sexo oposto, uma certa curiosidade e o mistério no ar...

Bem, ou isto, ou então estou 200% errada (o que é mais provavel).

8 comentários:

Martinha disse...

Ao ler este texto vi-me um pouco nele. Eu sou do estilo das pessoas que referiste em terceiro lugar, só passado algum tempo e tendo a certeza de que não sou usada e deitada fora. Para mim sempre foi mais importante sentir o carinho, respeito e amor da outra pessoa, do que partir logo para a cama.

Coelha disse...

Ora eu sempre disse qe se o meu ultimo relacionamento falhasse eu haveria de ser a maior porca da minha rua, e iria andar aí a papar uns jeitosos a torto e a direito. Passaram 2 anos e nunca consegui... E a verdade, é que jeitosos nao me faltaram... Faltou-me é vontade e motivaçao para lhes saltar em cima.
Agora, quando se sente algo especial por alguem, e se sente que veio para ficar, nao me venham cá com tretas, mas o sexoooo é importantissimo.
Eu pelo menos penso assim...
Conclusao disto tudo...Nao sou uma moça mto dada, mas nao me faltou vontade de o ser...
Beijo*

Leila Reis disse...

não estás errada não.
costuma-se dizer que quando tens relações sexuais com uma pessoa, tens com ela e com todas as outras pessoas com quem essa foi para a cama... e não é nada agradável de perceber que a pessoa com quem andas a ter relações, já esteve com umas quantas dúzias de pessoas antes de ti.

a strange girl disse...

só tive uma pessoa...q aquela com quem vou casar! e não foi por falta de oferta...mas comigo tinha de ser assim! quis esperar por alguém q amasse verdadeiramente e que me desse estabilidade...por isso a esquisita aqui sou eu! eheheh

Olhos Dourados disse...

Eu parece-me que temos coisas em comum, portanto!

Atena disse...

Não critico quem tem casos de uma noite, cada um sabe de si, mas que isso não faz o meu genero, não faz mesmo!!

Acho que ter sexo, é uma coisa bastante intima e não está ao alcance de qq pessoa, pq cada vez que temos sexo parece-me que dámos um bocado de nos.

Se namorasse com um rapaz que tivesse ido pa cama com umas quantas mulheres sinceramente não me fazia diferença, o passado é passado e tds nos temos o nosso.

Eu não sou mt dada, mas tb de santa não tenho nada!!

ButterFly disse...

Eu sou como tu...Dar??? Só mesmo aquele certo. É verdade que tive assim uns curtes mais quentes...mas nunca passou disso mesmo. Porque eu ficava sempre de pé atrás "e se..."!!! Penso sempre muitooo bem antes de agir. Além de que não tenho "coragem" para ir assim com qualquer um..
beijinhos

DoceSussurro disse...

Compreendo te perfeitamente!

Eu fui daquelas que fez o menino '(des)esperar' até que eu me sentisse preparada :p (vá, uns 6 mesitos de namoro...)
E estou com esse menino desde 1997 :))

Beijinho*

Pesquisar neste blogue