segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Vamos apontar o dedo a tudo e a todos!!!

Confesso que também já o fiz. E confesso que nalguns casos não me arrependo (o que é lamentável). Mas ultimamente sinto-me exageradamente rodeada por gente cujo único propósito de vida é o de maldizer os outros. Aquele trafica droga porque tem "pinta" disso, o outro é mesmo drogadeco, a outra é uma puta que mete os cornos ao marido, aquele é um vigarista que chupou o dinheiro todo ao pai e agora anda a fazê-lo ao sogro, a outra anda na faculdade há 8 anos tem piercings e tatuagens onde nem quero imaginar, portanto é uma drogada e vende-se para pagar o vicio, o outro matou o pai apesar de nunca ter sido provado, aqueles são larilas, etc... É muito fácil falar do que não se sabe. É muito fácil dizer que aquela veste-se de preto logo é uma frustrada, que a outra é só vermelho logo uma vadia, que o outro comprou um audi porque deve andar metido em esquemas...

Tirei daqui.

Se formos bem a ver, eu própria que já apontei o dedo tanta vez, e que com este texto pretendia dizer o quanto me dói e até irrita ouvir isso dos outros, de gente cuja vida gira à volta de criticar a dos outros, também o estou a fazer ao publicar este texto. Estou a criticá-los. Estou a criticar-me! Falar mal desta ou daquela me fez feliz algum dia? Bem, não. Talvez tentar pensar que no fundo nunca serei como elas me fará sentir melhor. Mas apontar o dedo publicamente, acusar, julgar... É algo que vou começar a trabalhar para eliminar da minha vida.

E tudo isto porque me apercebi de uns quantos blogues (e não assim tão poucos) que só existem por os proprietários criticarem, acusarem e julgarem tudo e todos, sem arrependimento, e sem se auto-criticarem também. E ao fazê-lo ainda dão um toque de humor e toda a gente comenta com "LOL" ou "Ah ah ah" ou "So true" (?). E também porque no fim de semana estive com uma pessoa assim, e enquanto ela falava, criticava, julgava, eu entrei para uma espécie de dimensão paralela onde deixei de a ouvir e comecei a tentar perceber que tipo de pessoa seria ela e o porquê de precisar tanto de inferiorizar os outros. Não consegui chegar a uma conclusão, fiquei indecisa entre a maldade pura, e a auto-estima tão para baixo que a única coisa a fazer seria colocar os outros abaixo dela.

Acho que devíamos começar a trabalhar para nos sentirmos bem connosco mesmos e não nos preocuparmos em fazer a sociedade odiar esta ou aquela pessoa, ou fazê-la gostar de nós porque temos 1,70m e um cabelo de fazer inveja sabe-se lá porquê e ainda assim usamos saltos altos que nos torturam mas nos fazem manter lá em cima no poleiro ridículo que a sociedade criou... E é isto minha gente!

15 comentários:

Olhos Dourados disse...

Criticar os outros é tão mais fácil do que a nós próprios!

Martinha disse...

É coisa que também me faz tremenda comichão.
Cada um tem a história da sua vida, que deve realmente ser respeitada, e não gozada nas bocas da sociedade. O que interessa é que haja respeito pela vida de cada um. :)

Leila Reis disse...

tens toda a razão do mundo.
eu também já fui um pouco assim, e a verdade é que acabamos por ser sempre assim, mesmo que sejam em poucas as ocasiões, e também não gostava nada dessa minha faceta, e por isso ainda estou a lutar por mudar isso.
e sei que o meu blogue já passou por essa fase, que foi estúpida e infeliz, mas creio que agora está saudável(zinho) :D

Atena disse...

Acho que toda a gente tem tendencia a apontar o dedo, claro uns mais que outros, faz parte da natureza humana!!

Eu para ser sincera não tenho mt esse vicio, mas as vezes lá sai qq coisa do genero, mas é uma coisa que tento evitar, pq mts vezes assumimos coisas que nada têm haver com a realidade!!!

Bjito*

Li disse...

Olá Catherine, infelizmente toca a todos...
De uma forma mais leve, ou de uma forma mais pesada acabamos sempre por criticar algo ou até mesmo sermos alvo de críticas!
Quem já não foi na rua e já não reparou num dito "cromo/a" e não se riu?? Quem já não viu um caramelo e ficou a pensar: Fonix quando for grande quero ser assim??
Só que há pessoas que tiram isso do pensamento cá para fora e julgam-se no direito de julgar tudo e todos e lá está muitas vezes sem mesmo ver a dita bosta da vida delas!!
Sabes, é mesmo não ligar, mostrarmo-nos bem superiores e sermos mais brandos nas nossas próprias críticas, pois nunca se sabe quando elas nos virão bater a porta!! :D
BEijinhos grandessssssssssssssss

disse...

Antes de mais, adorei o post! Muito boa gente deveria lê-lo! Também é coisa que me irrita muito, isso de ver julgar os outros...não, não sou nenhuma santa e às vezes também tenho os meus momentos de fraqueza, mas tal como tu dizes, é algo que quero eliminar! Mas sabes, ultimamente tenho me apercebido que às pessoas que mais julgam acaba por lhes cair tudo em cima! É impressionante! E ainda bem que assim é!

Manuela disse...

Catherine, gostei muito deste teu desabafo. Só isto!

Só Avulso disse...

Todos nós já o fizemos. Uns mais outro menos. É algo inerente à condição humana e é tão fácil julgar a vida dos outros ao invés de olhar para a nossa e perceber o que está mal. Tens toda a razão.

beijinhos***

Pinkk Candy disse...

toda a gente tem uma veia critica, nem que seja pequena, parece inato ao ser humano, mas há pessoas que exageram, que até aborrece de as ouvir, mas elas não desistem, pelo menos as que eu conheço. é que são mesmo assim, vivem assim, e pelos vistos acreditam mesmo naquilo que dizem :!

kiss

Amora disse...

Já todos fomos criticados e criticamos. E todos deviamos deixar de ser assim.
É estúpido e desnecessário.

Beijinhos

Pepita Chocolate disse...

Sabes o que se costuma dizer? quando apontamos um dedo aos outros temos quatro a apontar pra nós.

Também me cansam as pessoas que passam o tempo todo a apontar e não olham para elas. E um dia, destravamos e passamo-nos.

Beijoca!

DoceSussurro disse...

Eu já paguei pela língua que tive em certas situações...

Mas é assim que se aprende :)

Beijinho*

Raquel disse...

Grande post!! Muito bem! É assim mesmo. Essas cenas irritam-me profundamente e devíamos olhar mais para o nosso "umbigo" do que para o dos outros. Como a minha mãe diz: Ás vezes vemos um cisco no olho de alguém e não vemos uma trava no nosso.

Ok... Acho que não é bem assim que ela diz, mas pronto xD

Beijinho

Pólo Norte disse...

Vivam os Cláudios Ramos da blogosfera! ;)

(Um beijinho)

' Claudjinha disse...

Critico-me mais facilmente a mim do que aos outros...hoje já és prai o 10º blog que leio que fala em pessoas que so criticam outras.. tb ja fiz um post sobre isso, nesse caso, a criticar as pessoas q não sabem a diferença entre ser sincero e ser pura e simplesmente maldoso...
mas é assim, as pessoas são assim, eu sou assim, tu és assim, todo o mundo é assim, a solução não é criticar ainda mais os outros por nos criticarem a nós ou dizermos que achamos mal que todo o mundo critique todo o mundo, porque isso nunca vai deixar de acontecer. a solução é cagar de bem alto para o que os outros criticam sobre ti :)

Pesquisar neste blogue