quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Odeio-a!!! E é tão triste sentir isto!

É feio! É um mau exemplo! Mas quero falar sobre ele. Sobre este sentimento horroroso que carrego dentro de mim e que me destrói cada vez que me lembro dela. Durante 19 anos fomos as melhores amigas (pensava eu).

Na infância, apesar de ser mais velha, como tinha aquele ar frágil e pequenino e ao mesmo tempo irrequieto foi a princesa da família. Todos a amavam e queriam pegá-la ao colo. Eu não me importava. Também me davam mimos, apesar de ser em menor quantidade. E brincávamos dias e dias as duas e assim eu era feliz, apesar de às vezes ela me fazer aquelas partidas típicas de crianças irritantes que eu hoje em dia detesto e na altura me faziam sofrer.

Na adolescência as coisas mudaram. Passei a não permitir que ela me pisasse, apesar de continuar a ser a menina queridinha. Falávamos de rapazes, de amigas e das curtes dela com dezenas de rapazes. Eu contava-lhe tudo e ela... Havia coisas que dizia que não me podia contar. Chegámos ao 12º ano estudámos juntas para os exames nacionais. Decidi ir para a Faculdade e ela ficou chocada, porque ela jamais iria continuar a estudar e porque eu estava a evoluir mais do que ela.

Entrei na faculdade e no curso que queria, Marketing e Consumo. Estava radiante. :D Ela reprovou e grande parte das minhas amigas também, ficaram todas na mesma turma e não sei como conseguiu roubá-las e pô-las contra mim. Diziam que eu andava amarga e que já não era a mesma. :(

Fiz 19 anos em Maio. Portanto, corrigindo a frase inicial, durante 18 anos eu pensei ter não só uma prima, mas uma melhor amiga. Estava errada.
Há cerca de 2 anos ela engravidou e só me contou passados 6 meses. Perdeu o bebé e nem me disse do funeral. Uma minha ex-amiga e actual melhor a miga dela é que me avisou na net, mas eu só vi à noite... Não quis partilhar comigo a noticia do bebé, nem que eu estivesse presente no funeral... Ok. Senti mais tristeza do que ódio.
Às vezes sinto-me assim, triste e apetece-me chegar ao pé dela e dizer que a adoro e que adorei a nossa adolescência e as nossas aventuras e que não a quero tirar da minha vida. Outras alturas a raiva e o ódio sobem-me à cabeça só penso em não saber mais nada dela. Não quero que ela sofra mais. Mas não quero saber mais nada dela, nem que ela saiba mais nada de mim. :(
E ultimamente ela tem andado online na net e eu como estou quase sempre "aparecer como offline" vejo-a ali à distância de um clique, e vejo as frases dela... E Não quero! Porque isso aborrece-me e entristece-me. E ao mesmo tempo enraivece-me!


Vá, digam lá que eu sou má. Que sou uma bruxa e que sou uma cobra. :'(

12 comentários:

Atena disse...

Não me parece que sejas má!!

Quem semeia ventos, colhe tempestades!!
E no caso da tua amiga ela é que começou, afastou-se, fez a cabeça as tuas amigas contra ti...

Mas sentires saudades dela é normal, afinal foi tua amiga durante 19 anos, foi mt tempo!!!

Bjito*

nuvem.de.algodão doce disse...

Não acho que sejas má.
Ela magoou-te, por isso é normal que te sintas assim. É normal que sintas saudades, mas se ela não te quer presente, não vale a pena pensares mais nisso.
*

ButterFly disse...

Não és uma bruxa nem má, nem uma cobra...todas assim seriamos então. Eu sei que por vezes seria tudo tão simples ir ter com ela e dizeres tudo o que sentes. Mas nem tudo parece sempre um mar de rosas e vem os se's...Acredita que eu sei o que é estar nesse lugar. E eu preferi seguir o segundo caminho....apagar a sua existência pois uma pessoa que nos fez tanto bem como também nos pode prejudicar tanto? Talvez ela inveja-se aquilo que eras e és e tens e por isso tenha atitudes dessas.
Acho que é preferível deixares andar e esquecer por uns tempos depois pode ser que o tempo mostre a sua face e tudo volte a compor-se se isso não acontecer é porque não estava previsto. Minha opinião...

E não odeias...O ódio só nos faz mal...ignora

ButterFly disse...

Não és uma bruxa nem má, nem uma cobra...todas assim seriamos então. Eu sei que por vezes seria tudo tão simples ir ter com ela e dizeres tudo o que sentes. Mas nem tudo parece sempre um mar de rosas e vem os se's...Acredita que eu sei o que é estar nesse lugar. E eu preferi seguir o segundo caminho....apagar a sua existência pois uma pessoa que nos fez tanto bem como também nos pode prejudicar tanto? Talvez ela inveja-se aquilo que eras e és e tens e por isso tenha atitudes dessas.
Acho que é preferível deixares andar e esquecer por uns tempos depois pode ser que o tempo mostre a sua face e tudo volte a compor-se se isso não acontecer é porque não estava previsto. Minha opinião...

E não odeias...O ódio só nos faz mal...ignora

Matilde disse...

no fundo sabes wue não és má...podes sentir-te culpada por gostares dela e ao mesmo tempo quereres não voltar a saber mais s
da sua vida.

não és má pessoa, tens é que ter a melhor atitude para contigo própria.

Um dia talvez falem, talvez possas dizer-lhe o que te tormenta. Por enquanto tenta não pensar nada, apenas deseja-lhe secretamente que tenha mais sorte :)

Só Avulso disse...

Nada disso, bem pelo contrário. Pareces-me uma pessoa sensível, honesta, verdadeira com todos os que te rodeiam e que valoriza, e muito, a verdadeira amizade. Por isso é que estás destroçada e sentir saudades do que aconteceu de bom é normal e sentir raiva pelo mal que te causou também.
És humana, feita de carne e osso e é normal ter esses sentimentos contraditórios mas acredita que um dia toda essa dor vai passar quer recomeces a falar com ela ou não. Força.

beijinhos***

...:Ju:...® disse...

Eu não acho que isso tenha nada de má... existe uma maneira de pormos o nome que quisermos numa pessoa nosso contacto no messenger, talvez se fizeres isso, deixas de ver as suas frases e apoquentas-te um pouco menos...já que ela faz questão de te manter fora da vida dela!

CG disse...

Não és nada disso.
É normal que te sintas revoltada com a situação.
No teu lugar, acho que tentaria falar com ela primeiro, para tentar perceber o que a levou a afastar-se e só depois decidir se cada uma seguia o seu caminho.
Tem calma e força ;)
Big Kisses

Leila Reis disse...

Nada disso, és uma pessoa perfeitamente normal que mais uma vez foi "trocada" por outras amigas, alguém que por se esforçar por ser alguém na vida é olhada de lado por quem não o consegue ser.
A inveja é algo muito feio, e essa rapariga tua prima, o que tem é mesmo inveja de ti, por isso que virou as tuas amigas contra ti, provavelmente inventando mentiras!
É certo que ela passou por um mau bocado e precisa de apoio, mas caramba, o que ela fez também não se faz e se ela não quis que estivesses presente se não quis que soubesses, caga nisso por mais que te custe.
De resto, a verdade é que tu tens uma vida onde te sentes realizada e certamente tens amigos que te são realmente importantes, e ela deve ter acabado sozinha.
Cada um faz a cama onde se deita!
E não penses mais nisso...

*IzzY_MeL* disse...

Tenho uma história semelhante á tua na minha vida, fomos demasiado orgulhosas para admitirmos que nos importavamos com a distância.Agora só dizemos olá e adeus quando passamos uma pela outra, é ridiculo.. Mas nunca mais voltarei a perder uma amizade assim.. o orgulho cria mágoa nestas situações..

Beijinho Grande*

Drama Queen disse...

É difícil tentar perceber a atitude da tua prima, sobretudo quando não a conhecemos bem a ela, nem a ti. Mas pelo que contas, quase parece que ela se sente ameaçada por ti - não vejo outro motivo para ela tentar virar os teus amigos contra ti.

Talvez o melhor seja mesmo tentares falar com ela e perceber porque é que ela agiu tão mal contigo. Mesmo que não ficassem amigas, pelo menos ficava tudo esclarecido!

Beijinhos

Amora disse...

Tu és tudo menos bruxa ou má ou seja o que for.
Ela é que nem merece nada teu, nem um odeio-te. Devias tira-la da tua vida. Eu com as minhas tias é olá e com sorte. Ser familia não lhes dá o direito se falarem mal de nós, serem más para nós.

Beijinhos

Pesquisar neste blogue