domingo, 13 de dezembro de 2009

Yorkshire Terrier

Eu nunca gostei de raças de cães pequeninos, tipo yorkshires ou caniches. Sempre preferi Labradores. Quando fui morar com a minha tia (e primos), passado um anito a minha prima comprou um yorkshire: O Tony! A partir daí fiquei a adorar.
Ia andar todos os dias com os miudos e o Tony vinha connosco. O puto fazia "sofrer" o cão e ele nunca se virou a ele, aturava tudo, era muito dócil. Às vezes parecia que dizia mesmo "adoro-te" com o olhar, um mimo. Mas também era corajoso e se passasse por um Sao Bernardo (que só a cabeça fazia 2 Tonys) ele fazia questão de mostrar a sua virilidade e ladrava e rosnava ( ou corajoso ou suicida), também era muito bom vigia!!
Só que o pequeno e bravo Tony teve um final triste. Saiu para a rua a correr (tipo lebre) e ia a passar um carro na rua, o Tony levantou voo e bateu com a cabecita no carro (atropelou o carro). Tadinho, era tao querido!
Assim, quando tiver a minha casinha vou arranjar um Yorkshire e dar-lhe o nome de Tobias e espero que seja como o Tony!! :)


E este era o Tony:

4 comentários:

Girl in the Clouds disse...

Custa tanto quando perdemos um animal querido!! Os meus cães têm morrido de velhice, mas temos sempre um desgosto enorme!!
Adoro os labradores são tão meigos!!

DoceSussurro disse...

Oh :( pobre Tonizinho ...
Eu adoro cães. E´em casa dos pais tínhamos 2:
Um arraçado de pincher- o Cajú e um boxer- o Óscar!
O Óscar "massacrava" tanto o cajú... era a brincar, mas uma pata dele... ui.. desmontava o canininho todo...
Que saudades de ter um bichinho...
Fizeste me sorrir :)

Beijinho*

agirlcallednanda disse...

coitadinho!!! se eu perdesse o meu cachorro nem sei, dava-me uma coisinha má!

Só Avulso disse...

O Tony parecia ser tão querido... pena que morreu assim de uma forma trágica.

Quando a minha cadela morreu de velhice fiquei triste... imagino se fosse assim!

bjs***

Pesquisar neste blogue